Goiás e o Saber Médico: Representação, Narrativa e Poder.

Éder Mendes de Paula

Resumo


O presente artigo apresenta uma discussão sobre a constituição do saber médico em Goiás, alicerçado em estudiosos do assunto, busca um apanhado geral do processo de institucionalização da medicina. Através da análise de documentos pertinentes, como publicações médicas tenta-se interpretar as representações em torno do saber a partir da visão da própria classe médica, discutindo questões relacionadas como o conceito de sertão e a apropriação política do discurso da saúde como forma de dominação. A base é a fundação da Associação Médica de Goiás e a publicação da Revista Goiana de Medicina, percebendo como a mesma se institucionaliza bem como uma de suas especializações, a psiquiatria, atua dentro do processo histórico do estado de Goiás.


Texto completo:

PDF

Referências


CANGUILHEM, Georges. O Normal e o Patológico: Ed. Forense 6ª Ed. 1995 Rio de Janeiro – RJ.

CHAUL, Nasr Nagib Fayad Caminhos de Goiás: Da construção da decadência aos limites da modernidade Goiânia: Ed. UFG, 1997.

ECHAZÁBAL, Lourdes Martínez: O culturalismo dos anos 30 no Brasil e na América Latina: Deslocamento Retórico ou Mudança Conceitual? In: Raça, Ciência e Sociedade 1ª Ed. ed. FIOCRUZ 1998 Rio de Janeiro – RJ.

ENGEL, Magali Gouveia. Um Palácio para Guardar Doidos In: Revista de História da Biblioteca Nacional Ano: 01 Nº 02 Agosto - 2005

FOUCAULT, Michel A Ordem do Discurso São Paulo: Ed. Loyola, 2007.

FREITAS, Lena Castello Branco Ferreira de Saúde e Doenças em Goiás – A medicina possível Goiânia: Ed. UFG, 1999.

HERSCHMANN, Micael M. & PEREIRA, Carlos Alberto Messeder O Imaginário Moderno no Brasil In: A Invenção do Brasil Moderno: Medicina, educação e engenharia nos anos 20-30 Rio de Janeiro: Ed. Rocco, 1994.

LENHARO, Alcir Sacralização da Política Campinas: Ed. Papirus, 1986.

OLIVEIRA, Eliézer Cardoso Imagens e Mudança Cultural em Goiânia 1999. Dissertação de Mestrado, Goiânia: Departamento de História, Universidade Federal de Goiás.

PALACIN, Luiz. Fundação de Goiânia e Desenvolvimento de Goiás Ed. Oriente 1976 , Goiânia – GO.

RAMOS, Jair de Souza. Como Classificar os Indesejáveis? In: Antropologia Brasiliana: Ciência e Educação na Obra de Edgard Roquette-Pinto Ed. FIOCRUZ 1ª ed. 2008 Rio de Janeiro - RJ

SANDES, Noé Freire. Nação, Políticas de Saúde e Identidade (1920 – 1960) Ed. UFG 1ª ed. 2002 Goiânia – GO

Fontes eletrônicas:

TENÓRIO, Fernando Política de Saúde Mental Rio de Janeiro Instituto Franco Basaglia: 2001. Disponível em: http://www.ifb.org.br/biblio_art.htm Acesso em: 20 Out. 2005.

Documentos:

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE GOIÁS, Goiânia. Educação Sanitária nas Escolas Primárias 01/10/1963 Rio de Janeiro – RJ

FACULDADE DE MEDICINA (UFG), Goiânia. Revista Goiana de Medicina Julho/Setembro de 1959.

___________________________________________ Revista Goiana de Medicina Janeiro/Dezembro de 1966.

___________________________________________ Revista Goiana de Medicina Janeiro/Junho de 1969.

___________________________________________ Revista Goiana de Medicina Janeiro/Junho de 1970.

SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE, Goiânia. Arquivos de Saúde Pública Setembro de 1951 a Abril de 1954.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Éder Mendes de Paula

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Interdisciplinar Encontro das Ciências - RIEC | ISSN: 2595-0959 |

Faculdade Vale do Salgado

Rua Monsenhor Frota, 690

Bairro Centro | CEP: 63430-000 | Brasil, Icó-Ceará

Telefone: +55 88 3561-2760

E-mail: riec@fvs.edu.br